Sim, há espaço para os dois no treino. Fique atenta as diferenças entre entre o halter e o kettlebell e saiba utilizá-los em potência máxima

Texto: Ana Paula de Araújo | Adaptação: Nathália Henrique

Conheça as diferenças entre o halter e o kettlebell 

Fotos: Shutterstock

Halter

Trabalho focado é com ele mesmo. Seu formato permite que a carga seja centralizada, deixando o movimento estável e seguro. Ele recruta grupos musculares isoladamente, como bícepse tríceps – caso da rosca concentrada, tríceps testa e supino. Esse estímulo provoca microlesões no músculo e a recuperação gera hipertrofia. Porém, por envolver poucos grupos musculares, acaba sendo menos eficiente em queimar calorias. Opte pelo halter se o objetivo for tonificar uma região só ou ganhar massa magra.

Kettlebell 

Ele é o queridinho do treino funcional por colocar diversos grupos para trabalhar em um único movimento. Isso acontece graças ao seu formato, que não centraliza a carga e deixa o movimento menos instável, demandando mais músculos para estabilizá-lo. “Por recrutar mais grupos, o gasto calórico é maior”, afirma Renan Ribeiro, professor eproprietário da academia Iron Box(RJ). Portanto, se a meta for tonificar o corpo inteiro e torrar calorias, o kettlebell é um item tem-que-ter.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 318