Antes de deixar de fazer musculação, veja os mitos e a verdades da prática e tire de vez suas suspeitas sobre o esporte

Reportagem: Caroline Sarmento

Mulher na musculação

Veja os mitos e as verdades da musculação e treine sem neuras
Foto: Caio Mello

As dúvidas sobre a musculação assombram até as veternas das academias e podem impedir que a atleta tenha um bom desenvolvimento nos treinos. A musculação é cheia de mitos e histórias que podem confundir na hora de se exercitar.

Para tirar suas dúvidas sobre a musculação, veja os esclareminetos de Rodolfo Vieira, professor da academia Bio Ritmo (SP) e o professor da Academia Competition (SP), Thiago Satnos.

Treinar braço e músculos superiores alarga as costas

Mito. Treinar braço, não alarga a estrutura das costas. O exercício tende a desenvolver a musculatura da região e causa a impressão que as costas estão maiores. Entretanto, não é possível “alargar” as costas, no sentido da estrutura corporal. O tamanho desta parte do corpo é uma questão genética e não causa dos resultados dos treinos.

Parar com os treinos deixa a pele flácida

Mito. Na realidade, quando a pessoa para de treinar, tem uma perda de tônus muscular e não tem nada relacionado à consitência da pele. 

Alongamento evita lesões

Depende. O alongamento antes e depois do treino não evita lesões, mas o alongamento feito regularmente melhora a flexibilidade, que consequentemente, aumenta amplitude do movimento, mobilidade articular e assim o risco de se lesionar. 

Qualquer treino deixa a mulher marombada

Mito. De acordo com Rodolfo Vieira, quando as mulheres iniciam sua rotina na academia, a pergunta mais frequente que elas fazem é se vão ficar marombadas. Segundo o professor, isso não acontece por uma questão hormonal. Na realidade, as possibilidades de ficar masculinizada são baixas porque as mulheres têm níveis de testosterona muito baixos.

Proteína depois de malhar ajuda no ganho de massa muscular

Verdade. A proteína tem muitas funções fisiológicas, uma delas voltadas ao exercício é a reparação muscular (síntese protéica), ajudando no aumento de massa muscular.

Musculação causa problema na coluna

Depende. Se os treinos forem realizados sem acompanhamento, a musculação pode sim prejudicar os discos vertebrais e causar sérias lesões. Porém, se feitos de forma adequada, com o auxílio de um profissional, os treinos podem ajudar na postura.

Mulher grávida não pode fazer musculação

Mito. Em alguns casos específicos, a mulher precisa da liberação do seu médico. Mas atualmente, a maioria dos especialistas recomenda os exercícios, porque sabem o quão é importante o fortalecimento de músculos específicos, que auxiliam no trabalho de parto e, principalmente, no pós parto, no retorno as atividades e peso corporal normal.

Musculação emagrece

Depende. Para reduzir a gordura corporal (emagrecimento), as principais estratégias são exercícios aeróbios (corrida, caminhada, bike) e controle na ingestão alimentar. A musculação auxilia em fortalecer, preparar os ligamentos e tendões para melhorar a qualidade do aeróbio e o aumento de massa magra que em repouso aumenta o gasto calórico. 

Musculação altera o crescimento dos adolescentes 

Mito. Evidencias cientificas mostram que a musculação feita de maneira adequada é benéfica para adolescentes.

Musculação dá varizes

Depende. Existem pessoas que já possuem um histórico familiar do quadro (fator genético). Também existem indivíduos que têm má circulação sanguínea. Nestes dois casos, se houver um grande esforço nos treinos, pode sim aumentar as chances de aumentar as varizes. Porém, as pessoas que estão foram destes riscos, têm probabilidades mínimas de desenvolver varizes no corpo.

Musculação em excesso aumenta a aparição de estrias

Depende. Musculação, bem orientada e aliada a uma boa dieta, não aumenta a chance de estrias. Infelizmente, o uso de anabolizantes trás inúmeros prejuízos a saúde. Dentre os malefícios, estão o aumento exagerado e rápido do músculo, que dessa forma, impede de a pele acompanhar o crescimento, o que ocasiona o aparecimento de varizes.