Uma pesquisa americana concluiu que quem faz esteira mandando mensagem pelo celular gasta menos caloria do que quem apenas ouve música. Saiba mais sobre como esta e outras distrações podem prejudicar seu treino!

Por Karine César | Foto Shutterstock | Adaptação web Ana Paula Ferreira



Pessoas que fizeram esteira mandando mensagem de texto gastaram 15 calorias a menos do que quem só ouviu música pelo celular, de acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Kent, nos Estados Unidos. Mas essa não é a única armadilha que pode sabotar seu treino — e emagrecimento.  Cacá Ferreira, gerente técnico corporativo da Cia. Athletica, de São Paulo (SP), cita mais algumas.

Bater papo

Se a pessoa estiver conversando durante a execução do exercício, o ritmo cai, além de comprometer a segurança. Afinal, ela vai estar mais concentrada no bate-papo do que na qualidade do movimento. Quando a aluna usa o intervalo entre as séries, tudo bem. Mas é preciso lembrar que a conversa não pode ultrapassar o tempo estabelecido — que dura de 30 segundos a um minuto —, pois, do contrário, o rendimento também é afetado.

Checar as redes sociais 

Ficar no Instagram ou no Facebook, mesmo durante a pausa do treino, pode influenciar negativamente. “A alteração no metabolismo pós-treino, para gastar mais gordura depois, depende da intensidade do treinamento. Quanto mais tempo perdido no celular, menor será o seu emagrecimento”, explica Cacá Ferreira.

Tirar selfies 

Essa moda virou febre entre as frequentadoras das academias. Ela pode até render vários likes, mas a mania não faz bem para os resultados. A distração diminui o desempenho e o gasto calórico. Então, faça as suas fotos antes de começar a treinar ou depois. Parar no meio, nem pensar!

Quer conferir mais dicas de treino? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!