Carolina Mançur entendeu que precisava mudar a maneira de pensar e encontrou o equilíbrio na alimentação e no exercício sem abrir mão do que gosta

Por Diana Cortez | Adaptação Ana Paula Ferreira

Carolina Mançur mudou seus hábitos de vida e emagreceu 23 quilos

Fotos Arquivo Pessoal

Em 2013, aos 22 anos, a jornalista Carolina Mançur, do Rio de Janeiro (RJ), estava no auge de seu peso. Apesar de ser alta (1,75 m), ela conta que a balança disparou e apontou 96 quilos. “Minha alimentação era péssima — comia doce todos os dias! Também consumia frituras, refrigerante e pão com manteiga. Ou seja, não era nada saudável”, revela. Carolina conta que sentia um vazio e acreditava que só a comida conseguia preenchê-lo, o que piorava tudo. “Como estava muito gordinha, não gostava de sair de casa. Meu programa preferido era ficar vendo filme comendo chocolate.” Apesar de ter tentado diversas dietas, os resultados eram momentâneos. “Até emagrecia, mas logo recuperava todos os quilos.” 

Quando a jornalista decidiu mudar seu estilo de vida, se matriculou em uma academia e começou a caminhar na esteira, que era o único aeróbico que conseguia fazer. Mas a maior alteração aconteceu na mente dela: “Parei de sentir pena de mim e saí do papel de vítima. Comecei a criar metas pessoais.” Decidida, Carol também entendeu que a alimentação era primordial para seu processo de emagrecimento e resolveu reduzir tudo o que a engordava. “Comecei eliminando o refrigerante durante a semana, depois o pão, os biscoitos recheados, a manteiga e, por último e mais difícil, o chocolate e os doces”, confidencia. Dessa maneira, os resultados foram aparecendo rapidamente, o que a deixou mais estimulada. “Aos poucos, consegui fazer aulas de spinning e musculação. Também fui me testando e comecei a correr devagar. No começo, corria um minuto, hoje faço 14 km sem parar!” 

Atualmente, ela se permite uma “jacada” em uma refeição do fim de semana. “Entendi que dieta não funciona comigo e que a reeducação alimentar foi a melhor opção. Não deixei de comer as coisas que gosto,  mas diminuí a frequência e aprendi a saborear o alimento. Agora, os legumes e as verduras fazem parte da minha dieta!” Atualmente, a jornalista pratica musculação de segunda a sexta e faz aeróbico (spinning, jump, corrida) de três a quatro vezes na semana. Ela diz que está muito mais segura. “Passei a gostar mais de mim. Coloco short e biquíni feliz da vida. Chega de me esconder atrás de batas e roupas pretas!”, comemora.

Os segredos do sucesso de Carolina

Xô, fissura!

“Para driblar a vontade de doces, alguns truques funcionam comigo, como mastigar chiclete sem açúcar e até escovar os dentes! Além disso, evito ter guloseimas em casa.”

Registre suas vitórias

“Fazer fotos da sua evolução ajuda a enxergar melhor os resultados. Assim, quando estiver em um dia difícil e com vontade de desistir, pense nos seus objetivos e abra uma foto antiga e outras de suas mudanças recentes. E veja como todo esforço está valendo a pena!”

Não vacile

“Nada de pular refeições, nem deixe um intervalo muito grande entre elas. Comer nos horários certos ajuda a controlar a fome e a ficar longe da compulsão alimentar.”

 

Quer conferir mais histórias de inspiração? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!