Mesmo sem apoio, Lívia Cavalcante (que pesava 106 kg) decidiu emagrecer por si mesma. O resultado? Ela pulou do manequim 50 ao 40. Inspire-se em sua história

Texto Amábile Reis | Adaptação Ana Araujo

Leitora emagrece 38 quilos sem cirurgia bariátrica

Antes e depois: Lívia Cavalcante emagreceu 38 kg e foi do manequim 50 ao 40 sem cirurgia

Foto: Arquivo Pessoal

A vida da gerente de empresas Lívia Cavalcante, 36, do Rio de Janeiro, teria permanecido a mesma não fosse um episódio traumático em seu antigo trabalho, em 2013. “Estava fazendo uma apresentação para executivos quando, de repente, minha calça rasgou. Cheguei em casa aos prantos.” Ela estava tão abalada que até cogitou recorrer a uma cirurgia bariátrica para emagrecer. “Precisaria engordar mais 24 quilos para operar. Quando pensei nos cortes e nas cicatrizes, desisti da ideia”, conta. Essa não foi a primeira vez que Lívia procurou uma alternativa radical para dar fim ao excesso de peso. Assim que entrou na faculdade, recorreu a medicamentos. “Tomei inibidores de apetite. Emagreci, mas em seguida, recuperei o peso”, lembra.

Passado o choque do incidente no trabalho, Lívia percebeu que precisava mudar seu estilo de vida. Na época, pesava 106 quilos, tinha conta fixa na barraca de churros do bairro (comia quatro por dia!) e bebia dois litros de refrigerante em uma só tarde. Para ajudá-la a treinar e a se alimentar de forma correta, pediu ajuda a um personal trainer e a uma nutricionista. “Voltei entusiasmada para casa, mas, em poucos minutos, precisei lidar com as dúvidas alheias.” A gerente ouviu de Lucilene, sua empregada doméstica há 17 anos, que jamais conseguiria manter uma alimentação balanceada e a rotina de exercícios físicos. “É comum que as pessoas questionem a persistência dos gordinhos. Ninguém acredita que temos força de vontade e, às vezes, supõem que somos preguiçosos. Minha história prova que isso não é verdade.”

Lívia conta que o mais complicado foi mesmo a malhação. “O problema não era nem executar os exercícios. Na verdade, eu me sentia desconfortável na academia, naquele ambiente de pessoas que já estavam magras e saudáveis. Mas não desisti.” Ela passou a fazer musculação três vezes por semana e exercícios aeróbicos, duas vezes. Resultado? Em um mês, emagreceu 12 quilos!

Atualmente, Lívia pesa 68 quilos e trocou o manequim 50 pelo 40. “Até hoje me lembro da sensação de felicidade ao entrar no vestido que tanto paquerava na vitrine.” Segundo ela, a mudança de peso a levou a reavaliar os demais aspectos de sua vida. “Percebi que um dos fatores que me fazia comer em excesso era a infelicidade no trabalho. Decidi que era hora de reescrever minha história e hoje, por ironia, administro um restaurante francês. Nunca estive tão feliz e determinada”, comemora.

4 dicas da Lívia

1. Acredite em si mesma. Muitas pessoas vão tentar desanimá-la, mas é preciso levantar a cabeça e seguir em frente. Você precisa fazer isso por si mesma, não para agradar a alguém.

2. Descubra o que combina com você. Não é porque alguém faz determinada atividade que você precisa fazê-la também. Encontre algo que realmente a motive.

3. Desafie-se, sempre. Há dois anos, não corria nem dez minutos na esteira. Hoje, corro 16K! Minha próxima meta é completar uma meia maratona.

4. Não faça dietas radicais. É melhor emagrecer menos, aos poucos, mas de forma definitiva, a perder vários quilos e recuperá-los semanas depois.

Revista Corpo a Corpo | Ed. 325

Assine já a CORPO e garanta 6 meses grátis de outro título