Ficar um mês afastada dos treinos pode resultar em alguns efeitos negativos para o seu corpo. Saiba quais são eles

Texto Ana Paula de Araujo, Rita Trevisan e Louise Vernier | Edição Karine César | Fotos 123rf | Adaptação web Ana Paula Ferreira



Passar um mês longe dos treinos pode resultar em uma serie de efeitos negativos para seu organismo. O corpo sofre uma pequena perda de condicionamento cardiorrespiratório, massa magra, flexibilidade e resistência.  

Outra consequência é a queda de endorfina e de dopamina, neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar.  Isso significa que, ao retomar o treino, você não vai ter o mesmo fôlego nem a mesma força para levantar pesos. 

Se você estava acostumada a correr uma hora, quatro ou cinco vezes por semana,  corra 30 minutos, nos mesmos dias da semana, porém com uma velocidade 20% a 30% inferior. Se utilizava a velocidade 7, baixe para 5 ou 6. Com as cargas, a mesma coisa. “Diminua de 20% a 30% do peso, para evitar dores musculares”, ensina Alessandra Dianin, personal trainer, de São Paulo. Na segunda semana,  aumente gradativamente a intensidade dos treinos para, na terceira, voltar ao ritmo de antes.

Quer conferir mais sobre treino e saúde? Então, corra para as bancas ou garanta a sua Corpo a Corpo aqui!